Arquivo da tag: filmes cinema musicais música once apenas uma vez preconceito glen hansard marketa irglova the swell season

Apenas uma vez, sem rótulos.

Ao analisar as postagens anteriores fica fácil perceber a diversidade de temas e formas como são abordados nessa Taverna, essa multiplicidade que encanta.

Desde que nascemos somos tendenciosos, nosso paladar é limitado, nossas roupas são limitadas. Tudo isso porque não conhecemos ou não queremos conhecer as diferenças, muitas vezes culpamos a “cultura” como o principal limitador. Não precisamos saber sobre tudo,  gostar de tudo, mas precisamos conhecer para opinar. A problemática da diversidade não se restringe à opinião certa ou errada, o problema quase sempre se resume à falta de opinião.

‘Não gosto de cebola, mãe!’, cansei de falar isso na minha infância. Não era porque eu nunca havia experimentado a cebola, mas era porque toda vez que provava não a desvinculava do preconceito. O preconceito é muito mais presente do que imaginamos. Não digo apenas o preconceito social, racial ou sexual, mas a prepotência com que julgamos atitudes ou escolhas. Acreditamos muito nas opiniões alheias e esquecemos nossa própria opinião, isso fica evidente quando comentamos sobre música, livros, filmes ou jogos.

Não gostava de musicais. Quando criança, ao assistir os famosos musicais da Disney, perdia o encanto pela animação quando a história era embalada por duetos nas estrelas, com os personagens voando nas nuvens.

Once – Apenas uma vez (2006) – marcou e desmoronou o meu conceito, ou pré-conceito, do que seria um musical.
Os diálogos são poéticos, a cidade é poética (Dublin), a direção e a fotografia através de câmeras amadoras compõem um cenário intimista que possui um próprio ritmo musical com as canções de Glen Hansard (The Frames) e Markéta Irglová. Os próprios atores são os compositores e interpretes que contam suas histórias através dos acordes do álbum The Swell Season. Os nomes dos personagens? Não sei. Não importa. Nomes são apenas rótulos. Continue lendo