Arquivo da categoria: Games

TOP 11 DE 2011

Muitas filosofagens foram feitas na Taverna no ano de 2011. Alguns temas foram nostálgicos, televisivos ou musicais, mas cada texto escrito de um jeito no guardanapo e revelando muito de nossas histórias, sentimentos e afinidades depois de tomar alguns goles de álcool.

Separamos aqui os textos que mais sacudiram a Taverna Filosófica para que os nossos clientes taverneiros relembrem os causos e também apresentar aos mais bêbados, que dormiram na mesa, os grandes sucessos desse ano!

TOP 11 2011

TOP 1

Desenhos que divertiam as crianças nos anos 80

Por Carla Oliveira

 “Eu tive a sorte de ser criança  na época dos desenhos animados mais legais de todos os tempos. Logo abaixo segue a lista dos meus preferidos. E vocês, meus amigos taverneiros quais desenhos animados fizeram parte da sua infância e quais aqueles que vocês mais gostaram?…” 

Leia mais

TOP 2

Senta que lá vem história

Por tatitalima

Agora, peço gentilmente aos frequentadores que se sentem, pois contarei uma história que já foi construída com novos ideais (agora velhos) dentro do mundo da arte, mais precisamente sobre a história de como vivemos, dentro de uma casinha.

Mesmo pendendo para a “arte” do Urbanismo, sempre tive fascínio pela História da Arte e da Arquitetura, mas agia com certo preconceito sobre a História do Mobiliário. Com o tempo, fui convencida que todas essas “artes” estão totalmente interligadas e contam, de maneira sutil, como pensamos e vivemos…” 

Leia mais

TOP 3

Adele, sabor Chandelle

Por tatitalima

“Gosto de dar um tipo de sabor para tudo que gosto, talvez porque comer seja meu maior prazer. Cinestesia? Provável. Fechar os olhos e sentir um cheiro que te leva a um sabor, um sabor que te leva a algum lugar, um lugar que te leva a alguém, e se alguém te arrastou até aí usando esses sentidos é porque o tato é a cereja do bolo…”

Leia mais

TOP 4

3% rumo aos 100%

Por tatitalima

“Nessa Taverna independente sempre buscamos papos sobre produções autorais. Nos últimos meses falamos sobre o campo da música, agora a pauta é sobre TV.

Passaram alguns meses e os 3% que começaram a divulgação espalhando os links da série brasileira 3%, pela web, foram os responsáveis pela semeação da ficção científica mesclada com drama, produzida por mentes jovens do curso de Audiovisual da ECA-USP…”

Leia mais

TOP 5

RPG Eletrônico

Por Diego Said

“Muitos ao lerem o título do post, já pensaram “isso não existe” principalmente o pessoal que joga rpg a bastante tempo. Discordo em parte de vocês, muitos dos elementos do RPG tradicional é encontrado no eletrônico mas é impossível ter toda a liberdade e criatividade de se fazer o que quiser. Lembre-se um console/pc são máquinas feitas para serem precisas, é inviável para a equipe que desenvolve o game prever todas as ações que milhares de jogadores queiram tomar…”

Leia mais

TOP 6

True Blood

Por Victor

“Devo começar esta… seja lá o que for com um pedido de desculpas a todos que acham realmente legal um Vampiro brilhar no sol!

True Blood é uma série que retrata um mundo onde o sobrenatural existe e aqui os vampiros são criaturas complicadas e monstruosas (difícil encontrar isto nos dias de hoje). Se for um jogador de RPG então sentirá certo conforto na série, eles são criaturas traiçoeiras e assassinas…”

Leia mais

TOP 7

Levante-se, não fique fora da Casinha!

Por tatitalima

“Em menos de um mês que choramos as pitangas pelo cenário da música curitibana, ouvindo as canções que causam dependência, viciamos os  frequentadores dessa Taverna. Bêbados pelas doses dos acordes, fomentamos a discussão: “[…] A indagação sobre o potencial artístico das cidades, como Curitiba e outras, no cenário musical não se propagar está restrito à produção local ou o problema está em pequenas portas enferrujadas que não se abrem para esses artistas, nem mesmo dentro da própria cidade? […]”

Leia mais

TOP 8

Into the Wild (Na Natureza Selvagem)

Por Victor

“Já pensou em abandonar tudo? Em se afastar desta sociedade louca? Esta é a história de Christopher que é contada no filme Na Natureza Selvagem (Into the Wild) de 2007. Um rapaz que não se adaptava a sociedade consumista e que resolve ir para o Alaska. Algo que chamo tua atenção é para o relacionamento que ele tinha com os pais.

Quantas pessoas não passam por situações semelhantes? Quantas pessoas não se adaptam ou não visualizam sentido na sociedade? Baseado em fatos reais com uma abordagem muito interessante e cativante é sem dúvida um filme que vale a pena conferir…”

Leia mais

TOP 9

Frases de filósofo x Frases de Programador

Por Carla Oliveira

“Olá queridos taverneiros, trago algumas frases para divertir a nossa taverna, pois uma boa taverna que se preza sempre tem algumas “frases engraçadas” e piadas para divertir seus taverneiros.

Como a nossa taverna é nerd e filosófica nada mais justo do que frases de filósofos x frases de programador…”

Leia mais

TOP 10

Algum demônio, algum anjo

Por tatitalima

“Desta vez, trago reflexões sobre a história e a arte de quem somos: a arte de ser anjo e demônio. Mas, refletir sobre esse tema vai além da história da humanidade e exige buscar a verdade, a busca e não necessariamente o encontro.

Comecei buscando as definições de anjo e demônio e descobri que tais definições se transformaram ao longo do tempo. Segundo meu dicionário amarelado e cheio de “orelhas”, um anjo seria a representação da perfeição moral, que não pertence à humanidade. Um demônio seria na antiguidade (visão politeísta), um gênio inspirador, tanto bom quanto mal, que definia o caráter e o destino de alguém – a alma, o espírito. Demônio (para o monoteísmo) é o anjo que se rebelou contra Deus, um gênio do mal, um anjo caído…”

Leia mais

TOP 11

Universo Paralelo

Por tatitalima

“A especulação sobre outros mundos sempre esteve presente em nossas vidas, principalmente em nossas concepções sobre as escolhas. Falar sobre tais mundos alternativos é um assunto que sempre gera polêmica, principalmente numa Taverna, numa roda de amigos.

Durante a nossa jornada, em algum momento, já pensamos sobre a possibilidade de um (ou mais de um) universo paralelo, embora alguns interpretem de forma mais religiosa ou espiritual e outros analiticamente se apeguem às questões científicas que envolvem o assunto.”

Leia mais

Anúncios

Cast 012 – Video Games: alegrias e frustrações

O décimo segundo podcast da Taverna Filosófica está no ar! O podcast é um programa que serve para informar e divertir os frequentadores dessa Taverna. Puxem uma cadeira e escutem a conversa nostálgica sobre histórias da infância, causos para serem contados para os filhos e netos.

Os taverneiros Lessandro Rodrigues, Tiago Ferreira, Tatita Lima e Rafael Headbanger convidam os clientes para rir das alegrias e frustrações do passado.

Duração:  67′ 30” min.

Não deixem de ouvir os emails no final do cast! A partir de 59′ 51″.

Para baixar o podcast clique em Download podcast com o botão direito e em seguida selecione salvar…

Download podcast 

ATENÇÃO PARA O NOVO FEED (ITUNES, WINAMP, ETC):

https://tavernafilosofica.wordpress.com/category/cast/podcasts/feed/

O que é RSS? Como assinar um blog? Como assinar um podcast?

Comentado nesse episódio:

NES 

Jogo de boxe no Atari Video

Superman Atari – Video

Video Games Live  – Video

Super Soccer Champ

The Lost Vikings

Ultimate Battlefield 3 Simulator


Cast 011 – Mídia Social

O décimo primeiro podcast da Taverna Filosófica está no ar! O podcast é um programa que serve para informar e divertir os frequentadores dessa Taverna. Puxem uma cadeira e curtam o #batepapo sobre mídia social e as #gafes dos taverneiros conectados: @tiagogrunge, @tatitalima, @lessandror e o casal especialista em mídia social: @fernandamusardo e @igormusardo.

Duração:  73′ 58” min.

A leitura de emails do Cast 010 – Aqui Ten Pearl Jam e do Cast 011 – Mídia Social estará no Cast 012 (na próxima semana!).

Download podcast 

Para baixar o podcast clique em Download podcast com o botão direito e em seguida selecione salvar…

ATENÇÃO PARA O NOVO FEED (ITUNES, WINAMP, ETC):https://tavernafilosofica.wordpress.com/category/cast/podcasts/feed/

O que é RSS? Como assinar um blog? Como assinar um podcast?

Comentado nesse episódio:

MetaCast

Zangief kid, a emocionante entrevista com Casey Heynes

Infográfico sobre o que é Mídia Social

Lojas brasileiras fazem guerra de preço via Twitter

Exemplo de produtos do FarmVille

Tipos de Pomba

I dare you – o verdadeiro stalker

ETC Brasil – Encontro de Twitteiros Culturais

Convidados:

Fernanda Musardo

Igor Musardo



Morram para aprender a viver

Há tempos queria voltar a escrever os meus textos sombrios, talvez porque eu seja boa filosofando mais sobre a morte do que sobre a vida, e o post RPG – Encarando a morte acabou me inspirando. Mas, antes de qualquer palavra, quero deixar claro que não sou serial killer, embora já matei muitos seres vegetais (incluindo cactos!). Falar de morte e serial killer e não lembrar de Dexter é como ver uma laranja muito cara na feira e lembrar que laranja não é vermelha por dentro e.. ops! Dexter novamente.

Essa série já foi mencionada nessa Taverna, no post Tonight’s the night, e desde 2006 lembrada muitas vezes na minha vida, não pela vontade de que façam um café americano para mim, mas porque todos temos um passageiro sombrio em segredo, e como Dexter diz: “Não existem segredos na vida. Apenas verdades escondidas que ficam sob a superfície”.

Não tenho a intenção de filosofar sobre as seis temporadas de Dexter até porque não lembraria detalhes, apenas o tema de cada uma, mas agora com duas novas temporadas garantidas muitas coisas ainda podem mudar. Essa sexta temporada com o tema Fé passa longe de pregar a religião, nela se discute o que é a fé e natureza humana e como agimos sozinho despidos diante ao desespero.

Além disso, essa temporada reforça um pensamento que sempre tive: algumas pessoas merecem morrer sozinhas com seu orgulho, seu egoísmo e suas decepções guardadas numa caixinha, precisam da solidão na morte, momento que mostra quem realmente somos. Maldade? Não. Talvez a morte seja o único momento que lembrará e assumirá o que foi na vida. (Agora, entre nós: será que no final da oitava temporada Dexter morrerá sozinho abraçado com sua caixinha?) Continue lendo


Megaman – “Jogos da minha infância 2”

Olá taverneiros, blogueiros, twitteiros e gamerszeiros de todo o Brasil! Volto a falar de jogos da minha infância e o jogo de hoje é nada mais nada menos que Megaman! Um clássico dos anos 1980 e 1990, com milhões de fãs por todo o mundo e também aqui no Brasil. Com jogos sendo produzidos até hoje. Como estou falando de jogos da minha infância, irei falar apenas dos Megaman 2 e 6 que foram os que eu mais joguei.

Capa Megaman 2

Mais uma vez o console usado para me deliciar com essas obras primas japonesas (NÃO, não estou falando daquelas bonecas eróticas japonesas em tamanho real …) foi o NES (Nintendo Entertainment System), aquele da fita deitada. Lá nos idos dos anos 1990, o pequeno Lessandro era membro de uma família de classe média baixa, então não tinha dinheiro para comprar fitas novas, então a solução era aluga-las. A locadora de filmes tinham algumas fitas de videogames, de todos os tipos, Megadrive, SNES, Atari e claro NES, com uma galeria completa de 5 fitas para alugar, eram elas Teenage Mutant Ninja Turtle, M.U.L.E., Duck Tales, Megaman 2 e Megaman 6, obviamente não tinham só essas fitas, mas originais só essas, as outras eram “modificadas” e funcionavam perfeitamente no Turbogame, mas não no NES (trauma de infância que carrego até hoje lol). Continue lendo


Super Mario Bros. 3 – “Jogos da minha infância”

Hoje inicio uma série de posts sobre os jogos que marcaram a minha infância, nesses posts descreverei como esses jogos foram importantes ou não quando eu era o pequeno Lessandro, além da descrição e fatos interessantes sobre os jogos.

Capa do Super Mario Bros. 3

Para começar, nada menos do que Super Mario Bros. 3, foi o primeiro jogo que tive em minha casa, esse cartucho (para quem tem menos de 20 anos o equivalente aos DVDs e Blu-rays de hoje em dia lol) veio junto com o NES (Nintendo Entertaiment System) que eu ganhei de aniversário em 1994, inclusive foi o único jogo que eu tive por mais uns 3 anos.

Esse jogo marcou minha vida, pois foi o meu primeiro jogo e também o que joguei muitas vezes durante o início de minha adolescência. Lembro que todos na minha casa jogavam Super Mario 3, inclusive meus pais tentaram jogar, o mais engraçado era ver minha família se mexendo junto com o joystick para tentar fazer o Mário pular mais longe.

Continue lendo


WOW ou não WOW? Eis a questão.

Olá taverneiros, bêbados, jogadores de World of Warcraft ou membros do WA (Warcrafteiros Anônimos) e aqueles que não veem nada nesse jogo.

World of Warcraft é um MMORPG (Massive Multiplayer Online Role Playing Game), muito famoso onde milhões de pessoas criam personagens virtuais e se divertem (ou não) pelo mundo de Azeroth. Criado pela Blizzard e lançado no final de 2004 tem milhões de fãs que jogam diariamente e pagam mensalmente!

Em um futuro próximo, o jogo terá um servidor no Brasil, isso vai baratear o custo mensal aos brasileiros e trará uma horda (sem relação ao jogo) de brasileiros que irão começar a “vida” deles em Azeroth.

Continue lendo