3% rumo aos 100%

Nessa Taverna independente sempre buscamos papos sobre produções autorais. Nos últimos meses falamos sobre o campo da música, agora a pauta é sobre TV.

Passaram alguns meses e os 3% que começaram a divulgação espalhando os links da série brasileira 3%, pela web, foram os responsáveis pela semeação da ficção científica mesclada com drama, produzida por mentes jovens do curso de Audiovisual da ECA-USP.

A série 3% descreve a disputa entre jovens de 20 anos que pretendem passar para o Lado de Lá, um mundo melhor, através de um rígido processo de seleção. Nesse processo, apenas 3% são aprovados e poderão viver com mais dignidade nesse outro mundo.

O roteiro traz a sutileza e a tensão, e isso não é ironia. De forma sutil, Pedro Aguilera, idealizador do projeto, e os três diretores Daina Giannecchini, Dani Libardi e Jotagá Crema trazem a clara influência e tensão de Lost e de filmes como 1984, de George Orwell – baseado no livro 1984 – e Metropolis, de Fritz Lang, filmes bastante citados nas aulas de Urbanismo que tive no Curso de Arquitetura.

A tensão, a moralidade e o medo do desconhecido são sentimentos que se destacam na série. A cor cinzenta, a padronização e a superioridade de um grupo deixam claras as diferenças entre os lados da nossa sociedade, o lado rico e tecnológico e o lado pobre com poucos recursos, uma relação de disputa cotidiana que pode ser assimilada com qualquer outro processo de seleção como vestibular, concursos públicos ou exames de aptidão.

Mesmo a temática não sendo inédita é inédita uma produção nacional com o tema drama e ficção científica conquistando um público que está do “lado de cá” da televisão e que, pela internet, espalha a produção nacional com orgulho.

Apenas parte do primeiro episódio está na internet, no Canal da série 3% no YouTube, os outros episódios que fecham a temporada já foram escritos, mas o recurso fornecido pelo Ministério da Cultura não foi suficiente. Algumas emissoras já estão negociando a produção, mas esperamos que não apenas o plot seja mantido e que a série passe longe da padronização brasileira.

Aos poucos os cliques aumentam e a série 3% segue rumo aos 100% de visibilidade mostrando que o público na internet é crítico e procura qualidade, podendo ser o responsável em colocar na mídia o que quer ver, da forma que quer ver, sem roteiros enfadonhos e elenco famoso que invadem os canais de TV nacionais.

Filosofando sobre isso, existe potencial na série porque existe público que gosta de ousadia e de caras novas, tanto do “lado de trás” (como roteiro e direção) e “lado da frente” (produção e elenco), lados que precisam estar em sintonia para ganhar o “lado de cá”, o público.3% segue rumo aos 100% de sucesso e o diferencial está na ousadia, sair da “escala de cinza” é arrancar os uniformes da televisão brasileira.

Fonte: Texto elaborado pela autora com base em FanPage do Facebook da série 3%. http://www.facebook.com/3porcento. Twitter: @serie3porcento.

Anúncios

Sobre tatitalima

Tatita Lima contribuiu com álcool e filosofia para esta Taverna no período de 06/04/2011 à 20/01/2012, mas nunca deixará a essência de taverneira porque toda a sua filosofia de bêbada continuará registrada em seus textos. A Tatita Lima continua na rede: twitter: @tatitalima facebook: facebook.com/tatitalima Ver todos os artigos de tatitalima

8 respostas para “3% rumo aos 100%

Cachaceiro, sinta-se a vontade para deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: